Editorial – O drama de quem busca uma vaga na Santa Casa de Franca

Informe Post – 12/09/2020 | 11h58

A cidade de Franca está abandonada,
ao longo dos últimos anos, o Município que já enfrentava graves problemas, viu os mesmos crescer e piorar.
A área da saúde é uma das mais afetadas, pela péssima administração que Franca tem hoje,
isso somado a falta de vontade das pessoas em trabalhar, transformam as situações de Franca no que hoje enxergamos.

Desde quinta-feira, 10, o Informe Post vem acompanhando com exclusividade, o drama de uma família que tem uma idosa, de 87 anos de idade, na Santa Casa de Franca.
Ela está a espera de um leito para UTI, há mais de 36h.
E a espera sem fim, está longe de terminar.
O Hospital não dispõe da vaga para a idosa, e também não pediu na Central de Regulação, uma transferência para qualquer hospital da região.
Assim como essa idosa, outros casos aos quais o Informe Post teve acesso, mostram que se forma um padrão no atendimento da Santa Casa.

São pessoas que estão, há dias esperando para receber um atendimento que não recebem.
A Santa Casa, se refuta as suas responsabilidades e presta um serviço de baixa qualidade, brincando com a vida e tripudiando com os dramas vivenciados por cada família que
necessita de uma vaga.
O Hospital, já deixou pacientes a espera de vagas, até que morressem de tanto esperar, na emergência da Santa Casa,
nada foi feito em relação a isso.
Nem uma medida adotada para tentar evitar que esse tipo de situação, voltasse a repetir.
Tanto é verdade, que está se repetindo mais de uma vez.

Com uma Assessoria que não funciona aos finais de semana, fica impossível obter qualquer informação da unidade de saúde.
Com uma Prefeitura que abandonou a sua cidade a própria sorte,
e não responde aos contatos da Imprensa, também não existe como solucionar a questão.

A partir daí, restam poucos caminhos a se adotar em situações como estas.
A população, que usa esses serviços e que com certeza se solidariza com a dor dessas famílias, fica a dica.
Em novembro teremos eleições municipais, e Franca não pode mais continuar da forma como está.
Franca precisa de mais, a cidade merece mais.

Outro detalhe que é importante destacar.
Ato criminoso, a Santa Casa de Franca age intencionalmente para não cuidar desses pacientes,
e isso é crime, e quando há morte se torna homicídio.