Bahia deve começar a testar vacina russa em outubro

Por Lívia Tomazelli

Informe Post – 12/09/2020 | 7h55

2º estado com maior número de casos de Covid-19 no Brasil, a Bahia fechou uma parceria com russos para testar a vacina desenvolvida naquele país contra a Covid-19.
Com a vacina em testes avançados e a população russa começando a ser imunizada a partir de setembro, pelas projeções do governo russo, o governo baiano também faz as suas apostas.

Nesta sexta-feira, 11, o estado assinou uma parceria com os russos e garantiu, que a partir de outubro o SUS terá a vacina disponibilizada para aplicação.
Para muitos especialistas é um prazo muito curto, mas para o governo da Bahia e para a Rússia, a vacina está em condições plenas de ser ministrada.

A vacina russa é a primeira oficialmente, que será liberada para o uso na população em massa.
Existem outras vacinas em desenvolvimento, mas todas estão em testes.
A mais promissora delas seria a de Oxford, que teve seus estudos interrompidos por conta de efeitos adversos provocados numa voluntária.
Os testes foram suspensos e ainda não tem data para voltar a ser realizados, segundo a Universidade britânica e o laboratório Astrazeneca, parceiro de Oxford nesse
desenvolvimento.

Na China por sua vez, uma vacina vem sendo desenvolvida e está em estágio avançado de estudos.
Alguns estados já testam a droga no Brasil, como São Paulo por exemplo.
Mas a vacina dos chineses ainda não venceu todas as etapas necessárias, para chegar como imunizante a população.