Quem somos |

Em 07/07/2007, Guilherme Rodrigues de Azevedo, tornava-se Jornalista Guilherme Kalel.
Aos 16 anos de idade, perto de completar 17, fundava seu primeiro site de notícias e publicações pessoais.
Além de informação, o site ainda reunia livros, poesias escritas por ele, e outros tipos de textos.
Aos poucos o Jornalista foi ganhando acesso, e seu site foi crescendo pronto para alçar novos voos.
Em 2012, Guilherme Kalel lançou a marca A3.
E criou seu primeiro Portal de Notícias diárias.
A marca foi operada por ele, até o ano de 2016.
Para homenagear os filhos, então Kalel e Ester, Guilherme criou a marca Kester e o Portal de mesmo nome naquela oportunidade.
1 ano mais tarde, em razão de seus 10 anos de carreira, acresceu a marca Kester as grafias 10 G.
Kester 10 G, operou até 2019.
Quando foi descontinuada.
Guilherme Kalel, enfrentou uma série de ataques hackers de um grupo criminoso que o perseguiu, por conta de reportagens publicadas.
Enquanto a polícia trabalhava para tentar desbaratar a rede, os criminosos digitais se multiplicaram.
Invadiram a vida do Jornalista, roubaram dados bancários, usaram de maneira indevida o seu nome.
A marca Kester foi descontinuada e um novo projeto surgiu.

Em 2020, Guilherme Kalel criou a marca Informe Franca, agora transformada em Informe Post.
E com isso, atingiu a sua maior taxa de acessos.

Biografia:
Jornalista, Escritor, Professor de Conteúdo Digital Acessível para deficientes visuais e programador Web.
Guilherme Rodrigues de Azevedo – Jornalista Guilherme Kalel
Registro Profissional 0089344/SP
Nasceu em 28/07/1990, na cidade de Franca, SP.
Por um erro de formação genética, teve glaucoma congênito em ambos os olhos, o que propiciou deficiência visual total.

Nunca parou diante aos obstáculos, e sempre fez de sua deficiência, um mecanismo de se provar.
Estudou os ensinos fundamental e médio, em escolas da rede estadual de ensino.
Terminando os estudos na Escola Estadual Professora Ana Maria Junqueira.

Em 2007, aos 16 anos, começou sua carreira como Jornalista, usando conhecimentos de informática para criar seu primeiro Site.
Desenvolveu diversos projetos e também passou a escrever livros e poesias.
Tem diversas paixões, a maior delas talvez, ajudar as pessoas.
É por isso que, pauta seu trabalho em realizar esse tipo de ação.
Pelo Instituto Melissa Elisa de Projetos Sociais, desenvolve ações nas áreas de saúde e educação, ajudando pacientes oncológicos, de HPN, crianças cardiopatas e deficientes visuais.
Criou o projeto Olhar Sem Fronteiras, que ministra palestras que falam sobre a deficiência visual.
Hoje, é Editor e Fundador do Informe Post.

Além de ser deficiente visual, é diabético insulinodependente, desde os 11 anos de idade.
Tem insuficiência cardíaca diagnosticada em 2016.
Portador de Hemoglobinúria Paroxística Noturna (HPN), diagnosticada em 2017.
E mesmo assim, trabalha para levar informação precisa e de credibilidade, entretenimento de qualidade, e mais acessibilidade ao leitor.